• Mundo Cult & Pop

Filme brasileiro A Última Floresta vence o prêmio popular no Festival de Berlim

Atualizado: Ago 15

O cinema brasileiro vive. O documentário A Última Floresta, de Luiz Bolognesi, foi o vencedor escolhido pelo público no Festival de Berlim 2021, dentro da Mostra Panorama, anunciado neste domingo (20). O filme denuncia o descaso com indígenas ao longo dos séculos, agravado com a pandemia de covid-19.


A Última Floresta, roteirizado por Bolognesi e Davi Kopenawa, escritor, xamã e líder político indígena, acompanha a rotina de um grupo ianomâmi que vive isolado, em um território ao norte do Brasil e ao sul da Venezuela, há mais de mil anos.

O xamã Kopenawa, juntamente com a comunidade ianomâni, luta para que garimpeiros, que atuam ilegalmente no território, sejam retirados. São mais de 10 mil garimpeiros ilegais que invadiram o local em 2020, derrubando a floresta, envenenando os rios e espalhando covid e outras doenças entre os indígenas.




A 71ª edição do Festival de Berlim aconteceu este ano em versão híbrida, com uma parte online e em presencial em junho. Os vencedores do prêmio de público dos filmes em competição pelo Urso de Ouro são: “Mr. Bachmann and his Class” (Alemanha), de Maria Speth, “I’m Your Man” (Alemanha), de Maria Schrader, e “Ballad of a White Cow” (Irã/França), de Behtash Sanaeeha e Maryam Moghaddam.





8 visualizações0 comentário